Sobre o AMOR

Quando se fala em AMOR, vem-me sempre à cabeça o belíssimo poema do nosso Luis de Camões:

Amor é fogo que arde sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer
...

O Amor é uma construção diária e incessante, é amizade, companheirismo e respeito, é uma preocupação constante.
Irritam-me estes dias "marcados" em que é obrigatório ir jantar fora, trocar prendas e depois pimba. Pronto, a parte da prenda nem tanto assim, vá :p Mas só o fato de pensar, epah, a esta hora está tudo a fazer o mesmo, aborrece-me. Fazer o que?
Não gosto do convencional e felizmente para mim, não é preciso um dia para mostrar o meu Amor e vice-versa.
Infelizmente e nos tempos que correm, a maior parte das pessoas não faz ideia do que é o Amor!
O Amor vem com o tempo e ninguém tem tempo, ninguém tem paciencia para dar atenção, para cultivar, para ver crescer e amadurecer. Tal como uma flor, o Amor tem de ser tratado diariamente, regado, senão murcha e morre.
Vivemos na época do descartável e assim são também as relações amorosas. As redes sociais vieram "chapar-nos" na cara esse tipo de "amores": tudo muito fácil, muito rápido e "intenso" demais para ser verdade. É uma ânsia de mostrar aos outros algo que remotamente corresponde à realidade. O que mais me deprime são aquelas pessoas que a partir do momento em que começam a namorar, a sua foto de perfil passa a ser continuamente uma foto a dois, como quem diz: ah e tal, agora somos um só! Vês, que lindo?
Eu continuo a ser só eu, uma pessoa individual e cheia de si mesma, com uma vida só sua e diferenciada do relacionamento que mantém com um cavalheiro igualmente individual. Isso é exibicionismo do barato e muito mais quando toda a gente sabe que até se conheceram na noite anterior e pularam todos os passos que fazem de um inicio de namoro, algo completamente mágico, pois o senhor não tem pachorra para fazer a "corte" e quer logo é saltar para cima e a dama até já tem uma certa idade e quer mesmo é qualquer coisa em vez de continuar a voltar para casa sozinha.
No fim, quando se encontram a sós, com os seus pensamentos ( sim, porque essa treta de serem um só realmente não me convence), apercebem-se da mediocridade e do vazio e afinal o Amor não é como vemos nos filmes...
Uma mulher deve ser conquistada e o homem tem de se esforçar, sofrer por ela e mostrar o quão vazia é a sua vida sem ela! Afinal o fácil nunca interessou a ninguém.
E só assim é que sabem verdadeiramente o que é ser-se amada, pois eu até sou modernaça mas no que toca ao Amor, sou do mais tradicional que há.
Conclusão, tenham um ótimo dia, cheio de Amor como deve ser e se não com alguém, com vocês mesmas, porque o Amor próprio ainda é mais digno de ser festejado.




Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

1 comentários: