Sobre as amizades entre mulheres





"Enquanto os homens são capazes de machucar o meu corpo, as mulheres têm o poder de destruir a minha alma."
É com esta frase que a autora americana Kelly Vallen inicia o livro "Twisted Sisterhood". Muita tinta já correu a narrar a complexidade das relações entre mulheres: o que elas pensam sobre a convivência com as amigas, colegas e conhecidas e os efeitos devastadores que comportamentos impróprios são capazes de produzir. Quem já anda neste mundo há muito tempo, já percebeu que o que se vê está longe de ser um mundo cor de rosa, onde todas se respeitam, se apoiam e se unem. Aliás,se formos dotadas de alguma inteligência ( sim, não é preciso muita ), os contos de fadas que nos lêem na infância já nos advertem daquilo que vamos viver no futuro! Senão vejamos, a história da Cinderela, que teve de gramar com duas irmãs malvadas e invejosas. Agora pensem.
Já me decepcionei com algumas amigas, amigas que me partiram o coração mais que qualquer namorado que tive, mas embora cada vez tenha mais o pé atrás com amigas, continuo a acreditar na amizade sincera entre duas mulheres.
Do mesmo modo, também sei que as mulheres podem e muitas vezes são muito cruéis umas com as outras, em determinadas situações, como quando sentem ciúmes, inveja ou se sentem ameaçadas. Também há aquelas que "emprenham" pelos ouvidos e acabam por assimilar calúnias como verdades absolutas.
Essa crueldade gratuita deixa marcas emocionais de lenta cicatrização e mudam-nos para sempre. É cada vez mais frequente perceber que as mulheres competem por tudo, a diferença é que algumas jogam limpo e outras não.
O que as move a comportarem-se de forma tão pouco digna? Inveja, ciúme, competição.... no geral, as amizades correm bem até que uma se sinta ameaçada pela outra. Aí, está o caldo entornado e vale tudo.
Descobri há relativamente pouco tempo o que é ser julgada por mulheres, falarem mal de mim nas minhas costas, criarem uma rede de intrigas completamente fora da realidade, só para terem o prazer de me transformarem em "persona non grata". Embora falar mal, fofocar, sejam comportamentos comuns entre mulheres, que agem assim desde meninas, não é nada agradável quando somos nós o alvo e é muito mais chocante e marcante quando isso acontece já na fase adulta.
O pior de tudo é quando temos uma grande intimidade com alguém, quando confiamos em mulheres disfarçadas de amigas e elas se aproveitam dessa intimidade em beneficio próprio - é o lado mais dissimulado e mais cruel de uma relação e que pode mesmo destruir todos os alicerces que fomos construindo ao longo da vida.
Isso tudo para que? Se sentirem superiores por um momento?
Nada justifica golpes baixos e desengane-se quem pensa que com a maturidade, as relações tendem a se tornar mais éticas. Tretas. Acho que ainda são piores, pois a malvadez passa a ser mais elaborada e requintada.
Quem tem uma amiga de verdade, tem um tesouro incalculável!

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

2 comentários:

  1. muito triste quando a podridão humana, invade a nossa vida, eu por acaso não posso dizer muito sobre as mulheres em geral,há algumas em particular com quem é muito dificil lidar, mas trabalho mais com homens, uns completos chorões e tão intriguistas ou mais que as mulheres, eu ultimamente tenho-me questionado mais, acerca do fundo negro humano, é em todo o lado, até no alentejo que pensava que as pessoas eram boas, bem me enganei, o ideal é não esperar nada e pronto!

    ResponderEliminar
  2. Tem um tesouro incalculável e (infelizmente) muito difícil de encontrar. Também já tive a minha quota parte de "cobrinhas venenosas", mas aprendi que "aquilo que não nos destrói, fortalece".
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar