O amigo ideal




O amigo ideal é aquela pessoa que tem os seus problemas sob controlo de tal forma, que consegue exercer uma influência positiva na nossa vida. Este amigo pode recorrer à sua capacidade de cuidar de nós se estivermos doentes, perturbados com o fim de uma relação ou a morte de um familiar, se estivermos a passar por uma fase melhor ou pior no emprego. Os seus cuidados são apropriados e baseiam-se na vontade de nos apoiar e não num desejo compulsivo de agir dessa forma só para se mostrar e cobrar mais tarde.
O amigo ideal combina as doses certas de dependência e carência com auto-suficiência e a necessidade de estar só. A amizade é uma relação que ele aceita de bom grado, mas não sobrecarrega, sendo que, é uma relação positiva na vida de ambas as partes.
O amigo ideal não arranja desculpas, nem traumas antigos como maneira de reproduzir atitudes negativas nas suas amizades, pois mesmo tendo vivido uma infância problemática, o amigo ideal lidou com isso e essas experiências nocivas não o impedem de ser um amigo positivo.
O respeito pelos sentimentos, pelo que é dos outros e pelos relacionamentos ajudaram-no a desenvolver a capacidade de apoiar os seus amigos, embora não se envolvendo excessivamente nas suas vidas ou decisões e até outras amizades. Este amigo tem confiança suficiente em si próprio para controlar a sua competitividade ou ciúmes, assim como tem confiança nas suas opiniões sem impor os seus pontos de vista, a menos que o seu conselho seja requisitado. Saber respeitar as diferenças de alguém é o traço de personalidade fundamental de um bom amigo.
Em geral, o amigo ideal não dá trabalho. Tentamos avisá-lo se nos vamos ausentar e tentamos sempre responder atempadamente aos seus telefonemas ou mensagens, mas se demorarmos mais do que o normal a responder, a confiança e a segurança na amizade permitem supor que está tudo bem e que um dos dois, mais cedo ou mais tarde, dará noticias.
O amigo ideal guarda segredo das nossas confidências e não conta mexericos a nosso respeito, é honesto connosco.
Se depois deste texto ainda está difícil de perceber, concluo com uma lista de verificação para uma amizade positiva a manter:
- Gostam um do outro.
- Divertem-se quando estão juntos.
- Partilham confidências e actividades, conversam e apoiam-se mutuamente.
- Há confiança, honestidade e lealdade.
- A competição é mínima e saudável.
- O contacto é tão frequente quanto ambos necessitem.
- Os dois guardam segredo das confidências.
- Os mexericos são inexistentes.
- Os amigos não são usados nem colocados em situações comprometedoras.
- As promessas são cumpridas.
- Os artigos emprestados são devolvidos.
- A honestidade é essencial, mas não é usada para fazer o outro sofrer.
- A amizade é flexível e adapta-se a novas situações.
- Por mais ocupado que cada um esteja, a amizade mantém-se.
- Cada um apoia o outro, nos bons e maus momentos.
- Têm uma relação de iguais.



Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

1 comentários: