O que é isso de ter estilo?




O estilo é a expressão da nossa individualidade. Tem de partir do nosso íntimo, até fazer tanto sentido que se torna parte de nós, que parece uma molécula do nosso ADN, tão pessoal quanto a nossa impressão digital.
O ponto de partida de um estilo próprio e belo é o auto conhecimento e a naturalidade, porque aprendi a gostar de mim e a valorizar as minhas qualidades, mas também porque aprendi a ter consciência das minhas limitações. É muito importante ter consciência daquilo que somos, sermos nós. O facto de nos sentirmos bem na nossa pele e esse sentimento transparecer nos outros.
Aquilo que funciona para mim, não funciona para todas as pessoas, mas o principio é o mesmo e universal.
Sempre fui fascinada por coisas bonitas, era o meu refúgio, fascinada pela maneira como o que vestimos fala por nós e como podemos encarnar personagens utilizando um visual diferente. Foi nas roupas e nos sapatos da minha mãe que dei os primeiros passos na odisseia de encontrar o meu estilo e, no entanto, transformei-me em alguém totalmente diferente dela. Quando olho para algumas fotos antigas penso: " Que raio de roupas eram aquelas?" ou " Que raio de cabelo era aquele?"
Cometer erros é necessário para podermos progredir e avançar, para crescermos e nos encontrarmos. Ao mesmo tempo, olhando para essas mesmas fotos, há algo que está lá, que se mantém inalterado, independentemente do visual. Isso é o estilo!
Para encontrarmos o nosso estilo é fundamental termos consciência do nosso corpo, sabendo lidar com as suas qualidades e as suas imperfeições, decidindo o que tapar e o que expor, o que apagar e o que realçar. Ou seja, implica fazer escolhas, as melhores.
O estilo deve estar em harmonia com o nosso corpo, mas também em consonância com o que não se vê - aquilo que está dentro de nós, para lá das aparências, pois é um reflexo de quem somos.
Uma dica imprescindível para se ter estilo é: inspira-te, mas não imites. Observa, mas não copies.
O estilo é sobretudo uma questão de atitude, mais importante do que o que levamos vestido é a maneira como levamos  e a confiança que projectamos ao fazê-lo. É um caminho que vamos desbravando, apurando e esculpindo à medida que o tempo passa.
Embora acredite que há pessoas que possuem qualidades inatas que as distingue de todas as outras, o resto dos mortais tem de trabalhar o seu estilo.
Com bom senso podemos encontrar uma coisa, ou até várias, que nos fique mesmo bem e tem muito mais impacto uma mulher que entra numa sala com uma expressão confiante, caminhando de forma segura e feminina, até misteriosa, do que uma cara bonita na qual reparamos mas que não prende a nossa atenção por mais do que um instante.
O estilo não tem idade e tê-lo aos vinte anos não é o mesmo do que tê-lo aos cinquenta.
O estilo é uma busca, não um dado adquirido.
O estilo é o que se tem, não o que se compra.
Todo o dinheiro do mundo não chega para comprar estilo, porque ele não está à venda. Quer isto dizer que é inato, que uns nascem com estilo e outros não? Não propriamente. Quer dizer que está dentro de nós e cabe-nos dar-lhe forma, corpo e alma. Também significa que não é preciso ter muito dinheiro, nem gastar fortunas, para ter estilo.
A palavra estilo vem do latim "stilus" que era o instrumento pontiagudo que os escribas da Antiguidade utilizavam para gravar palavras. O "stilus", assim como o estilo, estava ligado à mão de quem o escrevia. Simboliza a origem, a identidade. Por isso o estilo é único e a busca pelo nosso, feita de descobertas e desilusões é a parte mais excitante, reveladora e enriquecedora de todo o processo.

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

2 comentários: