Reflexão sobre a mulher real, beleza real, maquilhagem real e outras tretas reais...




Já há algum tempo que esta nova onda das mulheres reais, belezas reais, etc, me anda a fazer uma certa comichão!
Pelo que me deu a entender, uma mulher real é uma mulher igual a muitas com quem nos cruzamos na rua: uma mulher normal, com defeitos, alguns quilos a mais, com borbulhas e/ou rugas, que não tem um guarda-roupa de sonho e que não perde muito tempo ( ou nenhum ) a pensar nisso, pois tem mais que fazer ou não quer saber e pronto.
Depois há aquelas mulheres que param o trânsito à sua passagem, sem serem modelos da Victoria's Secret.... essas não são mulheres reais também? Ou será que vieram de outro planeta?
Provavelmente são só pessoas que se preocupam com a sua aparência, cuidando-se e escondendo ou disfarçando os defeitos, dando destaque às suas qualidades.
Há dias publiquei um vídeo sobre maquilhagem que transformava uma mulher banal, numa "estrela de Hollywood" e veio logo tudo dizer que não gostava, que não eram elas, não era natural, pardais ao ninho.... POR FAVOR! Faz-me lembrar quando vazou na imprensa uma foto de Cindy Crawford com a barriga flácida e celulite nas pernas e toda a gente aplaudiu, era a maior, quando na verdade essa foto tinha sido alterada, sendo que ela tem um corpo impecável. Quão parvo é isto? Passou de real a irreal?
É o ressabiamento geral, que só aplaude o feio, o inestético e o mau gosto, pois esse é muito mais fácil de manter.
Todas as mulheres são reais, assim como todas as belezas e as suas maquilhagens. São pessoas como as outras, mas que acreditam no poder do bom ar, da boa aparência, do Glamour - palavra fora de uso e desconhecida para muitos - e no potencial que ele tem em nos transformar. Digo até que é uma arte, bem diferente da beleza que Deus nos deu ou não e que pode ser aperfeiçoada por nós, só que dá trabalho, muito trabalho!
Todas nós temos a mesma oportunidade de nos estilizarmos da maneira que queremos e como queremos ser vistas, fazendo-nos sentir bem connosco próprias e, muitas vezes, é vastamente diferente daquilo com que nascemos. Eu era uma miúda loira, de olhos grandes e verdes pousados na sombra de uma uni sobrancelha e à medida que fui crescendo, fui criando uma persona diferente, aquela que eu quis ser e mediante as minhas possibilidades... não serei eu, uma mulher real?
Se hoje em dia temos acesso a tanta coisa, porque razão nos haveríamos de contentar com somente aquilo com que nascemos? Todos "reais"? E eu com uma uni sobrancelha, qual Frida Kahlo?
Qual o intuito e qual a graça? Pertencer ao "grupo"?
Eu pinto o cabelo porque me sinto melhor e mais bonita morena. Eu uso unhas de gel, eu depilo-me e desenho as minhas sobrancelhas e sim, maquilho-me, umas vezes mais outras menos, consoante a minha disposição e para onde vou e não quero saber daqueles que me dizem que uso demasiada maquilhagem só porque me apeteceu colocar umas pestanas falsas, que ficava melhor ao natural. Eu é que sei como fico melhor e não tenho de me sentir mal por fazer as coisas da maneira que eu gosto e que me fazem sentir bem. Não importa se é real, natural ou inspirado num vídeo da Kardashian.
O que conta mesmo é termos consciência de nós próprios e fazer o melhor do que a natureza nos deu, arriscar na diferença, pois é ela que nos torna interessantes e belos. Não tem mal nenhum em aproveitarmos todas as ferramentas disponíveis e nos transformarmos numa versão melhorada da nossa natureza e quem tem preguiça ou falta de atitude que se cale e se reduza àquilo que é: idiota!


Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

2 comentários:

  1. sabes acho que falavam da magreza hihih mas.. sim eu tb já fui mais "real" e triste também...
    e se há coisa que me dá aflição é quem não se cuida minimamente, e o pior ainda acusa as outras de vaidosa , aká que povo difícil de agradar hehehehe bora criticar pode ser que não reparem que pareço uma mosca morta hhihihihi
    mas numa coisa eles tem razão dessa imagem , as modelos são iguaizinhas, a mulher real não, eu que já trabalhei em moda lembro-me que eram todas diferentes, mesmo sendo modelos e essa campanha falhou um cadinho nesse aspecto mas duvida que tenham baixado as vendas

    ResponderEliminar