Lendas do crime



Londres dos anos 60 tinha um par de criminosos: os gémeos Reggie e Ronnie Kray.


Eles eram os senhores do submundo londrino, maus como as cobras e brutos como as casas, mas também vestiam na moda e tinham uma pose cool.


Como eram donos dos clubes nocturnos mais chiques e in e eram de convívio fácil, algum do brilho dos actores, cantores e desportistas que os frequentavam ou lá actuavam, e da alta sociedade que lá bebia, dançava e jogava, passou para eles.


Foi assim que os gémeos ganharam estatuto de celebridades, saindo nos jornais e revistas ao lado dos seus clientes, tornando-se figuras públicas em Inglaterra.


Só no ano passado foram feitos três filmes sobre Reggie e Ronnie Kray e é de um deles que vos falo hoje: Lendas do crime, de Brian Helgeland, que escolheu dar o ponto de vista e a narração da história a Frances Shea, a segunda mulher de Reggie e a sua grande paixão.


Este filme beneficia da capacidade britânica de recriação meticulosa de locais e épocas.


Tom Hardy é o actor que interpreta os dois gémeos e sai-se maravilhosamente nos dois papéis, quase apagando todos os outros personagens deste filme.


Ele brilha nos dois Kray, distinguindo-os através de pormenores físicos e de vestuário, de tiques, posturas, atitudes ou entoações de voz, embora sugerindo que eles são como duas manifestações de uma pessoa só - um mesmo "eu" perturbado e perigoso.


Reggie e Ronnie, os gémeos do mal são devotados e leais um ao outro, são inseparáveis, mesmo depois de quase se terem morto um ao outro à pancada!


Classificação final? Genial!






Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

0 comentários:

Enviar um comentário