Não tires conclusões precipitadas



Temos tendência a tirar conclusões de tudo e contra mim falo, sou expert na tarefa de presumir ( embora até hoje, não me tenha enganado muito ). E acreditamos cegamente nelas!
Tiramos conclusões sobre o que os outros pensam ou fazem e até do que dizem, criando sobre nós, veneno emocional.
Sempre que fazemos presunções, estamos a pedir problemas. Tiramos uma conclusão, entendemos errado e acabamos por criar grandes dramas do nada.
Se os outros nos contam alguma coisa, tiramos conclusões; se os outros não nos contam, também tiramos conclusões. Presumimos que os outros vêem as coisas de maneira diferente e pensam de maneira diferente ( e muitas vezes é mesmo assim ) e achamos que somos seres especiais e incompreendidos!
Essa é a maior presunção que um ser humano pode ter.
Por isso, temos medo de sermos nós mesmos na presença de outros. Achamos que todos nos julgam e vitimizamo-nos. Adoramos dar o ar de coitadinhos.
A verdade é que, nem tudo gira à nossa volta e pode haver situações ou locais onde a nossa presença nem sequer seja notada. Talvez esteja na hora de parar de mentir a si mesmo. Cada um vê apenas o que quer ver e tira conclusões consoante a sua mentalidade - se é pura ou venenosa - porém, pode não corresponder à verdade.
Devemos ser quem somos, sempre e de forma a que não precisemos de apresentar uma falsa imagem.
Se gostas de mim como sou, óptimo. Se não, adeus e até logo. Procura outra pessoa que se adapte a ti.
Pode até ser um tanto ou quanto extremista, mas isso significa que os compromissos que temos com os outros são claros e inequívocos.

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

4 comentários:

  1. Este texto lembrou-me uma citação que li hoje na Visão "O que nos causa problemas não é o que não sabemos. È o que temos a certeza que sabemos e que, no final, não é verdade". Mark Twain

    ResponderEliminar
  2. É uma das minhas lutas, não ser precipitada e intuír o que não devo!

    ResponderEliminar