DIY: Lembranças de Natal


No Natal gosto de presentear as pessoas mais especiais da minha vida, como que um reconhecimento anual por tudo o que são para mim. Não tem de ser algo imensamente caro, porque o afecto não tem preço, mas uma lembrancinha pensada para essa pessoa, segundo o gosto dela e o meu - não ofereço nada a ninguém que eu não goste também e por vezes torna-se complicado. Personalizar essas lembranças são um acto de carinho para com o outro, afinal dedicámos tempo a pensar e a concretizar e é exactamente isso que vos venho mostrar hoje.
Decidi fazer uma espécie de cabaz: um para a minha mãe e outro para a minha irmã.
A minha querida mãe já é uma senhora idosa e sem grandes vaidades ou necessidades além da tonelada de medicação diária. Para uma pessoa assim penso sempre em oferecer coisas que lhes sejam úteis e lhes tragam conforto. Este ano vou oferecer-lhe uns chinelos de quarto fofinhos e quentinhos e mais este cabaz que vos vou mostrar a seguir.
Material usado:

Um pequeno cesto de vime que já tinha cá em casa e que já tinha costumizado também, pois ele era castanho e eu pintei-o de dourado.

Uma bobine de fita à escolha ( não sei porque carga de água esta andava cá por casa ) ou qualquer coisa que sirva para amarrar e um rolo de papel de celofane que encontram facilmente numa loja dos chineses.

Por fim, um recheio ao vosso gosto. Eu escolhi fazer com sabonetes portugueses de marcas como a Ach Brito e a Confiança, que me transportam à minha infância e a dias felizes, com a minha mãe jovem e cheia de força para correr atrás de mim e dar-me mais umas chapadas por qualquer asneira que tenha feito. Ainda bem que estas coisinhas, por  serem "vintage" e estarem na moda outra vez, são de extrema facilidade em encontrar. Mesmo assim, falta aqui o Feno de Portugal. Estes sabonetes, comprei-os todos no Continente.

Agora é só colocá-los todos dentro do cesto e embalá-lo. O resultado final é este:


A minha irmã é uma adolescente que adora borratar-se maquilhar-se, mas tem pouco cuidado com a limpeza, tanto da pele como do buraco local onde habita. Portanto, fiz um dois em um.
Material usado:

Um cesto de pão comprado no Continente e que irá transformar-se num cesto para guardar coisas ( tenho fé ).

O primeiro passo é retirar-lhe a bolsa de pano que não irá ser necessária para este projecto e guardá-la, poderá ser útil para outro projecto.

Como a mocinha tem a mania que é gótica e sombria ( ah e tal unicórnios, lua, caveiras, bla bla bla ), achei por bem pintar o cesto de preto. Para este passo levei o material para o exterior, protegi com cartão e pintei o cesto com tinta em spray comprada na Olmar.

Eu queria ter feito uma caveira no cesto, mas a coisa não correu bem ( não é fácil trabalhar numa superfície irregular ) então vai mesmo assim.

Para rechear o cesto optei por produtos da Nivea que são bons e acessíveis, e mais um frasquinho de discos de algodão.

Para finalizar usei novamente o papel de celofane e a fita e embrulhei tudo. Este fiz de maneira diferente, porque sem me aperceber, usei quase o papel de celofane todo no primeiro cabaz. Mas até que nem ficou mal e como vão os dois para a mesma casa, sempre se diferenciam :)




Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

8 comentários: