Feng Shui para iniciados


Nunca fui supersticiosa, nem nunca me interessei por conhecimentos ancestrais que nos dizem para fazer assim ou assado, por forma a harmonizar a nossa vida ou os nossos sentimentos/pensamentos.
Quando comprei o meu carro, as coisas mudaram....
Logo no primeiro mês, tive um grande acidente que me destruiu a parte lateral do carro, no lugar do condutor. Não sei como, a mim não me aconteceu nada, além de um coração partido. Foi sucedendo ao longo dos anos - todos os anos tinha vários acidentes, até chegar ao ponto de quase não conseguir fazer um seguro. Um dia, uma amiga disse-me para meter no carro um saco de alecrim e arruda!
Às vezes, no desespero, tendemos a acreditar em soluções milagrosas, e foi assim que fiz o que ela me aconselhou. Mal não iria fazer. A verdade é que, nunca mais tive nenhum acidente.
A partir daí, comecei a acreditar que realmente, algumas coisas, pensamentos e atitudes podem, de facto, mudar a nossa maneira de estar no mundo.
Aconteceu algo parecido com a minha casa - desde que a vi, a desejei, e agora vivo lá e não me sinto bem. Estranho? Sim.
Entre as várias soluções para me sentir bem em minha casa, interessei-me pelo conceito do Feng Shui, cujo lema é "a tua casa é a extensão de quem tu és"!
Muito resumidamente, o Feng Shui distingue nove áreas da nossa vida: amor, fama, relacionamento, carreira, saúde, crianças e criatividade, viagens e pessoas e família e conhecimento. Cada área tem um espaço correspondente, um elemento, uma emoção e uma cor. Por exemplo, o Hall de entrada está ligado à carreira e deve ser decorado com elementos de água e com cores que inspirem e tragam sabedoria, mas a interpretação exacta varia consoante a pessoa.
Complexo? Sim. Ou talvez não, porque chegas a uma altura em que tudo faz sentido na tua cabeça.
Quando se trata de optimizar a energia na casa, existem algumas maneiras simples de começar e até já foram referidas aqui no blog, noutras publicações:

1. Livrar-se da tralha
Para adicionar, é preciso subtrair primeiro. Este é o primeiro passo para a busca da harmonia em casa e para a energia conseguir circular livremente. Os objectos que deixamos entrar na nossa casa, simbolizam o quê e quem permitimos que entre na nossa vida.

2. Organiza a tua mobília em posições dominantes
É recomendado que posiciones a tua mobília numa posição dominante. "Tê-las contra uma parede porque queres a parede nas tuas costas, para suporte" ( em inglês a frase faz mais sentido ). Ou seja, deves estar sempre numa posição onde consigas ver quem entra e sai. Intuitivamente já faço isso, pois dá a sensação de controle e protecção contra surpresas inesperadas.
Segundo o Feng Shui, o espaço dá uma sensação melhor assim, deixa a energia fluir e quando as coisas estão na posição correcta, sentimo-nos confortáveis e em paz.

3. Define espaços de energia
Nós não somos seres estáticos e também não o queremos ser. Às vezes queremos sentir-nos motivados ou criativos ou o que for. A nossa casa deve reflectir isso.
Muitas vezes, os espaços são construídos e organizados de forma a dispersar energia muito rapidamente, o que não é favorável. Por exemplo, há casas que têm escadarias em frente à porta da entrada, o que faz com que a energia se escape. Um truque para isso não acontecer é pendurar um quadro na parede acima, fazendo com que o olhar fique por ali e não se disperse.

4. Avalia os teus quadros
Dá uma vista de olhos nos quadros que escolheste para a tua casa e pergunta-te: Eles transmitem o tipo de energia que procuro trazer para a minha vida? Quando olhas para eles, fazem-te sentir motivado e feliz?
Certifica-te que todos os objectos que tens em casa falam contigo e te dizem o que precisas.


O Feng Shui é um processo longo, que envolve auto conhecimento e reflecte quem tu és. Estou empenhada em trabalhar com ele na minha casa e acho que estou a fazer um bom trabalho. Penso que, essencialmente, é um trabalho emocional.
Se estás num processo de mudança espiritual, é bem provável que quererás fazer algumas mudanças em casa também.
Mudar a casa pode ser o caminho para deixar o passado para trás...
Pensar naquilo que desejas e como queres metê-lo em prática é a parte mais importante do Feng Shui. Os seus benefícios estão no decorrer do processo, vais senti-lo.
Não ignores a intuição!

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

8 comentários:

  1. Achei um conceito giro, não conhecia mas nada como testar não é verdade?! :)

    ResponderEliminar
  2. Lembro de ver numa revista de decoração há uns 10 anos atrás sobre isso e passei a aplicar algumas dicas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que só agora é que me comecei a interessar pelo assunto :)

      Eliminar
  3. Já tinha ouvido falar, depois deste post fiquei curiosa por saber mais :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito interessante e acredito, verdadeiramente, no conceito. O ideal seria contratar um profissional, mas não sendo possível, a malta vai-se informando pela Internet e fazendo as coisas à sua maneira :) Beijinho

      Eliminar
  4. Um espelho no hall de entrada, de frenta para a porta tb é um bom principio de feng-shui.

    ResponderEliminar