Os 10 items mais pirosos na decoração


Hoje criei uma lista do que há de mais piroso na decoração.
pi.ro.so - que ou quem revela falta de qualidade, de requinte, de bom gosto. Fatela, parolo, pindérico, saloio.
Obviamente que, o que é piroso para mim, não o é para outros. E o que é piroso hoje, amanhã poderá ser a maior tendência. Portanto, se é piroso mas tu gostas, ninguém tem nada a ver com isso.

1. Parede com textura


Nas casas antigas era usual ter muros de chapisco para proteger da humidade. Nos anos 90 foram criadas as texturas decorativas, com o intuito de dar destaque a uma parede e, geralmente, de uma cor diferente das demais.
Feias e difíceis de retirar!
Texturas naturais, que vêm com a idade têm charme e dão personalidade. Aplicar texturas com rolos específicos é falso e nada, mas mesmo nada, bonito.

2. Papel de parede em todas as divisões


Resgatado dos anos 50, o papel de parede é uma tendência na decoração que eu considero um perigo. Há papéis de parede maravilhosos, discretos e muito bonitos que dão classe a uma divisão. Depois há os outros, com padrões terríveis que cansam e outros ainda que nos fazem ter náuseas, mal entramos na divisão.
Colocar papel de parede em todo o lado mostra falta de criatividade e gosto e nem quero imaginar quando começar a descolar.

3. Material que imita outro material


Cópias nunca terão o mesmo sentido estético do original, é a mesma coisa que comprar uma mala Louis Vuitton original ou na Ferira de Espinho. Não dá. Ou se opta pelo original, ou escolhe-se outra coisa.

4. Plantas artificiais


Tenho um ódio de morte a plantas ou flores artificiais, embora hoje em dia já existam muito bonitas e que cumpram com a estética. Mesmo assim...

5. Esculturas de jardim


Nos jardins criados especificamente para o propósito de expor esculturas, é fantástico. Em casa, é medonho.

6. Naperons e capas para electrodomésticos


O que dizer sobre isto? Ninguém merece!

7. Espelho por cima do aparador


Tudo o que é suposto ser causa-me espécie. Não há nada mais piroso do que seguir padrões, muitas vezes impostos pelos próprios decoradores, e ser igual a toda a gente. Cada pessoa é diferente, assim deve ser a sua casa também.

8. Dipticos ou tripticos


Outra coisa produzida em larga escala e que pretende ser uma obra de arte. Não é elegante, não é pessoal e é pirosa. Há muitas maneiras de decorar as paredes e sem gastar muito dinheiro, mais criativas e estilosas. Podem ver algumas aqui.

9. Colecção de peluches


Faz sentido se for uma criança, mas mesmo assim, só junta poeira, ácaros e dá uma trabalheira limpar e arrumar. Não vale o esforço. Quando já se é uma menina crescida então, é parvo e infantil.

10. Quartos temáticos


Fazer um quarto temático para uma criança é achar que ela não vai evoluir. Decoração também é educação e devemos estimular as crianças a cultivarem variados interesses. Quanto mais variados são os estímulos, maior será a criatividade e mais alargados serão os seus horizontes.


Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

0 comentários:

Enviar um comentário